Recentes

Post Top Ad

Your Ad Spot

quarta-feira, 10 de abril de 2019

Prefeito do Sertão decreta situação de calamidade; Moradores vivem sob forte ‘tensão e comoção social’

O desastre cíclico contribuiu para intensificar a estagnação econômica e o nível de pobreza no semi-árido nordestino.(foto: Bruno Lira)
O prefeito do município de Bonito de Santa Fé, Sertão da Paraíba, Francisco Carlos de Carvalho, prorrogou nesta terça-feira (09) o estado de emergência e decretou calamidade pública na cidade devido à seca que atinge a região. A portaria foi divulgada no Diário Oficial da Federação das Associações dos Municípios Paraibanos (Famup).

O gestor também autorizou a convocação de voluntários para reforçar ações e realizar campanhas de arrecadação de alimentos para facilitar a assistência à população afetada pela seca.

De acordo com a publicação, a população de Bonito de Santa Fé é constituída, em sua maioria, por trabalhadores e pequenos proprietários rurais que têm na agricultura o meio de sobrevivência. Por conta da falta das chuvas, os moradores perderam plantios e vivem sob forte ‘tensão e comoção social’.

Agricultores teriam perdido cerca de 90% do milho e feijão plantados na região.  Ainda segundo a portaria, o desastre cíclico contribuiu para intensificar a estagnação econômica e o nível de pobreza no semi-árido nordestino.

“O município de Bonito de Santa Fé, encontra-se encravado na região semi-árida mais densamente povoada, cuja seca provoca migrações contribuindo para fixar grande contingente populacional, altamente vulnerável, em verdadeiros bolsões de pobreza na periferia da cidade”, diz trecho.

O prefeito também prevê que as circunstâncias podem gerar problemas sociais graves e irreversíveis e considera doações de cestas básicas como medida para tentar reverter o quadro de desnutrição por falta de alimento, além de atendimento médico, o que segundo ele, vai comprometer ainda mais as finanças da cidade.

Com MaisPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot